The Miniature Critic

Seção destinada à resenhas de produtos ligados ao hobby.

Re: The Miniature Critic

Postby R15 » 20 Oct 2010, 19:47

Darkhelmet, não adianta muito explicar para o Alex que as linhas desaparecem com a pintura. Ele consegue tirar linhas até onde mesmo não existem linhas... Mais ou menos como eu tenho mania de fazer também :cry:

Gostaria de saber qual o segredo para não dar bola para as linhas =p É TERRÍVEL!
R15
Sergeant
 
Posts: 403
Joined: 27 Jul 2009, 02:06
Location: Santa Cruz do Sul, RS

Re: The Miniature Critic

Postby alex » 20 Oct 2010, 20:28

Ta bem que desaparecem com a pintura... Já vi mini onde o cara se esmera na pintura, com sombras, highlights e washes... Daí voce faz aquela foto que aumenta 3x o tamanho da mini e pimba.... Lá tão as malditas linhas de molde.

Sei lá, voce gasta uma banana em miniaturas, tintas, pinceis e washes da melhor qualidade, importados, e deixa passar as linhas de molde na mini.... Aí não dá! Então fiquei obcecado com esse troço de linha de molde.
Atenta-te viajor – todas as lápides murmuram- e contempla a última jornada da vida.
Image
User avatar
alex
Sergeant
 
Posts: 492
Joined: 28 Jul 2009, 13:56
Location: Porto Alegre

Re: The Miniature Critic

Postby Mourelle » 20 Oct 2010, 20:42

hahaha sabe aquelas mulheres com mania de limpeza? que não para de limpar a casa?
é mais ou menos disso que o alex sofre! :D heheheheh

sobre o pino e o caixão dos death marshals as peças foram feitas assim para lhe dar opção na montagem! Vc pode pinar a peça (bastando furar o caixão e colar, já utilizando o pino da própria peça) ou vc corta o pino fora! Do mesmo modo que alguns tem mania com mold lines tem gente que possui mania com pinagem! Sério tem cara que pina tudo nas peças!

E sobre o "metal mole" que vcs comentaram isso na verdade é uma qualidade! Se não fosse assim as partes mais finas quebrariam facilmente! Um bom exemplo é "The Judge" que vcs montaram! Um metal de baixa qualidade e vc não consegueria posicionar a corrente sem quebrar!

No geral eu acho as minis boas, algums não tem mold line algum e outras possuem bastante, algumas esculturas são lindas outras fracas....
User avatar
Mourelle
Lord Inquisitor
 
Posts: 878
Joined: 10 Aug 2009, 21:50
Location: Rio de Janeiro/RJ

Re: The Miniature Critic

Postby Daedalus » 20 Oct 2010, 20:49

Cara eu tenho que concordar com o Alex, acho que é o tipo de coisa que não pode acontecer num trabalho sério, eu fico muito chateado quando tô pintando uma mini e esbarro em uma linha de molde que não tinha visto e quase sempre aparece alguma... :evil:
Minha galeria no CMON
Meu Blog
Eu quero ver uma 13th companhia feita pelo AJ!!
User avatar
Daedalus
Da Big Mek
 
Posts: 1167
Joined: 26 Jul 2009, 19:07
Location: Porto Alegre - RS

Re: The Miniature Critic

Postby Mourelle » 20 Oct 2010, 20:51

Daedalus wrote:Cara eu tenho que concordar com o Alex, acho que é o tipo de coisa que não pode acontecer num trabalho sério, eu fico muito chateado quando tô pintando uma mini e esbarro em uma linha de molde que não tinha visto e quase sempre aparece alguma... :evil:

Daed, eu passo o estilete...depois lixa, depois lixa dagua e depois uma lixa dagua mais fina(600)! Ou seja sou doentinho tb! o daaz uma vez viu umas peças q eu tinha acabado de tirar lines....ele viu e disse "caralho! vc ta lustrando as peças!"

eheheheheh
User avatar
Mourelle
Lord Inquisitor
 
Posts: 878
Joined: 10 Aug 2009, 21:50
Location: Rio de Janeiro/RJ

Re: The Miniature Critic

Postby Darkhelmet » 21 Oct 2010, 01:36

Whuahahahahahaha :lol:

É engraçado, linhas nunca foram um grande incomodo pra mim. O que eu realmente destesto é miniaturas com problemas de montagem, ou montagens muito complexas. Tenho uma mini que levei horas pra montar e uma outra que simplesmente não monta. Me frustrou tanto que nunca mais toquei na peça!

Esses detalhes tambem variam muito de acordo com os seus objetivos. Tem gente que pinta de forma perfecionista, outros só querem que a peça fique legal pra por na mesa.

Eu por exemplo trabalho com restauro de papel, que é um trabalho de extrema precisão, por isso quando chego em casa e decido pintar, quero resultados e não uma peça de arte. Gosto de ter peças legais pras minhas sessões de rpg e de vez em quando até invento algumas coisas, mas não sou ultra detalhista. Um reflexo dessa mentalidad ena minha pintura é meu método 100% lusitano. Gosto por exemplo de pintar todas as camadas de tinta de uma mesma área da peça antes de passar pra outra area, tipo, num dia pinto o cabelo, no outro a pele, e por ai vai. É estupido, mas ver uma parte completa que me dá ânimo pra continuar pintando a peça. Reparei que quando não faço assim logo perco interesse na miniatura.

Vai entender...
User avatar
Darkhelmet
Scout
 
Posts: 124
Joined: 26 Jul 2009, 19:51

Re: The Miniature Critic

Postby Gereth » 21 Oct 2010, 01:56

Bom... o Alex faz menção a ampliar uma foto... há que se lembrar que a mini quando pintada tem por objetivo final ser vista a olho nu e frequentemente a uma distância não inferior a 30-40 cm. Se você consegue esconder as linahs de molde nessa distância tá perfeito... acho preciosismo querer que a mini fique perfeita a um escrutinio de perito forense, principalmente aquelas que se destinam a mesa de jogo.

A meu ver o problema das linhas de molde é que na maioria das vezes elas "pegam tinta" e acabam por estragar o trabalho. Me explico melhor... as vezes quando você vai fazer um highlight na peça, usando drybrush, via de regra a tinta mais clara vai se agarrar naquela linha de molde e acaba destoando.

Acho que uma limpeza simples nas mesmas... só correndo um estilete ou quiçá uma lima é o ideal pras peças de jogo. Se for pra um torneio ou coisa do genero ai já penso que maior cuidado deve ser tomado com as peças.
User avatar
Gereth
The Painting Frog
 
Posts: 2151
Joined: 25 Jul 2009, 22:33
Location: Cuiabá - Mato Grosso

Re: The Miniature Critic

Postby alex » 21 Oct 2010, 06:52

Gereth wrote:... acho preciosismo querer que a mini fique perfeita a um escrutinio de perito forense, principalmente aquelas que se destinam a mesa de jogo.


HAHAHAHAHAHAHA Tá aí a explicação! Eu sou Perito Forense!!!!

Falando sério... Eu não gosto mesmo dessas linhas e já me acostumei com o trabalho de retirada delas de cada peça, seja plastico ou metal. Dá outro resultado na mini. As ultimas peças que adquiri em metal da GW, essas sim, praticamente tem linhas muito sutis que não é preciso fazer quase nada. Ja uma caixa de glade guard que comprei, em plastico, pelo amor de deus... O desalinho dos moldes era tão grande que foi impossivel deixar de raspar pecinha por pecinha.
O fato do aumento era só para ilustrar. Em boa parte dos casos dá pra ver, ao vivo, com a peça na mesa, ainda mais depois que certas tecnicas de pintura realçam a existencia. Mas vá lá tambem... Cada um cada um!

Falou
Atenta-te viajor – todas as lápides murmuram- e contempla a última jornada da vida.
Image
User avatar
alex
Sergeant
 
Posts: 492
Joined: 28 Jul 2009, 13:56
Location: Porto Alegre

Re: The Miniature Critic

Postby Darkhelmet » 22 Oct 2010, 20:41

Molde desalinhado dá uma trabalheira danada. Esses dias eu tava precisando de um Kender pra uma sessão de Dragonlance. Como não tinha, resolvi pintar um halfling que eu tinha, das antigas, chumbão da época da IDD.

Quase desfiz o sujeito de tanto limar o desgraçado :lol:
User avatar
Darkhelmet
Scout
 
Posts: 124
Joined: 26 Jul 2009, 19:51

Previous

Return to Reviews

Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 1 guest

cron